Fenelivro 2018 - Feira literária do Nordeste

14 setembro 2018 | Postado por Casinha da Cys


Fenelivro
Começa hoje (19) e segue até domingo, 23 de setembro, mais uma edição da Fenelivro. A grande feira literária do Nordeste apresenta o tema “Uma nova era dos extremos”, a Fenelivro preparou uma programação completa para toda a família com mais 50 editoras e distribuidoras, palestras com autores nacionais, rodas de leitura, bate-papos com convidados incríveis e shows de Bráulio Bessa, Moraes Moreira, Jessier Quirino e Maciel Melo.
Serviço:
4ª Feira Nordestina do Livro (Fenelivro)
Onde: Centro de Convenções de Pernambuco
Quando: 19 a 23 de setembro 
Horário: 9h às 21h
Entrada gratuita:

HOMENAGEADOS:
Sidney Rocha
Escritor, romancista, contista e editor, Sidney Rocha nasceu em Juazeiro do Norte (CE) em21 desetembro de 1965. Aos 17 anos mudou-se para o Recife onde fixou residência. Sua iniciação na literaturase deu pelo cordel com o romance Sofia, uma ventania para dentro, publicado em 1994. Desde lá, SidneyRocha mantém uma profícua produção, sendo o vencedor da 54ª edição do Prêmio Jabuti, em 2012, como livro de contos; O destino das metáforas.

Marcus Accioly
O poeta foi integrante da Geração 65 e do Movimento Armorial. Membro da Academia Pernambucana deLetras, Accioly também foi secretário-executivo do Ministério da Cultura durante o mandato ItamarFranco. O seu livro Narciso recebeu em 1984 o prêmio de poesia da Associação Paulista dos Críticos deArtes e o Prêmio Olavo Bilac, da Academia Brasileira de Letras. Marcus Accioly nasceu no município deAliança em 21 de janeiro de 1943. Faleceu em 21 de outubro de 2017.

DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO: 
Raimundo Carrero
Membro da Academia Pernambucana de Letras, Carrero é um dos escritores mais premiados do País.Conquistou o troféu Jabuti, o mais importante prêmio do Brasil; dois troféus da Associação Paulista deCríticos de Artes (APCA) e dois prêmios Machado de Assis da Biblioteca Nacional. Em Pernambucorecebeu os prêmios José Condé e Lucilo Varejão. Este ano, Carrero foi o grande homenageado da 28ªedição da FIG, Festival de Inverno de Garanhuns. Durante o evento lançou sua tetralogia. Condenados àvida, com selo da Cepe Editora.

Eduardo Bueno
Escritor, jornalista, tradutor e editor, Eduardo Bueno nasceu em Porto Alegre (RS) em 30 de maio de1958. Iniciou a vida profissional aos 17 anos, como repórter do jornal gaúcho Zero Hora, onde ganhou o apelido de Peninha , personagem do Disney. Trabalhou nos principais veículos de comunicação do País,onde atuou como repórter, editor,roteirista, tradutor, entre outras funções. Traduziu mais de 20 livros –  entre eles, On the Road, de Jack Kerouac –  que deflagrou no Brasil a onda da literatura beat. Como editor,trabalhou em mais de 200 títulos, colaborando com as principais editoras do País. Foi escolhido o melhoreditor do ano, em 1984, pela Revista IstoÉ.

José Almino
Sociólogo e escritor, o pernambucano José Almino é graduado pela Faculté des Lettres et SciencesHumaines de l' Université de Paris-Nanterre. Fez mestrado em Economia pela Vanterbilt University edoutorado em Sociologia pela University of Chicago. Entre outros títulos escreveu O baixo da Gávea ,diário de um morador, Motor da Luz   e De viva voz. O escritor preside desde 2003 a Fundação Casa de Rui Barbosa.

Luisa Geisler
Aos 19 anos de idade Luisa ganhou o Prêmio Sesc de Literatura 2010 com o livro de estreia Contos de Mentira . No ano seguinte voltou a ganhar o prêmio com seu segundo livro Quiçá. E em 2012 seu nome foi selecionado para figurar como a mais jovem autora selecionada na antologia Os melhores jovens escritores brasileiros. A contista e romancista nasceu em 1991 no município de Canoas, Rio Grande doSul. Seu último título é De espaços abandonados,  editado pelo Grupo Companhia das Letras.

Julián Fuks
Escritor e crítico literário brasileiro, Fuks nasceu em 1981. Em 2012, foi eleito pela revista Granta um dos 20 melhores jovens escritores brasileiros. Em 2016, ganhou o Prêmio Jabuti na categoria romance e foi o 2º colocado do Prêmio Oceanos de Literatura em Língua Portuguesa com o livro  A Resistência , títuloque ganhou também o prêmio Jabuti na categoria Ficção do Ano, em 2015. No premiado A resistência, o autor traz um tema que se mescla com sua própria história: o processo de adoção do irmão em meio àfuga de seus pais, perseguidos na ditadura militar argentina, a chegada ao Brasil e a decisão de permanecer no País.

José Alves de Freitas Neto
Professor livre-docente da Unicamp, com mestrado em Filosofia (PUC-SP), doutorado em História (USP)e pós-doutorado no Institute of Latin American Studies da Columbia University (New York). Autor delivros como  Bartolomé de las Casas  (Annablume) e História Geral e do Brasil   (Harbra) e co-autor, com Leandro Karnal, de  A Escrita da Memória . Tem diversas publicações nas áreas de cultura, política, históriae ensino. Palestrante e curador de módulos do Café Filosófico (CPFL/TV Cultura) e em eventos acadêmicos e corporativos. Atualmente é colunista do Jornal da Unicamp e Coordenador da Comissão de Vestibulares da Unicamp (Comvest). Foi consultor da área de Humanas para a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Brasil e coordenou diversos cursos de formação de professores.

Joaquim Falcão 
Advogado e escritor, Joaquim Falcão (Rio de Janeiro, 1943) foi eleito, no dia 19 de abril de 2018, o sextoacadêmico da cadeira 3 da Academia Brasileira de Letras. Graduado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), é mestre em direito pela Universidade Harvard edoutor em educação pela Universidade de Genebra. É professor titular da Fundação Getúlio Vargas.Dirigiu a Fundação Roberto Marinho na década de 1980 até 2000. Foi um dos responsáveis pela criaçãodo Globo Ecologia e do Futura, além do Telecurso 2000. Também atuou no Conselho Nacional de Justiçae colaborou na modernização do Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. É autor dos livros  A favor da democracia  (2004), Mensalão: Diário de um julgamento  (2013) e Reforma eleitoral no Brasil  (2015).

Zelito Nunes
Sertanejo, paraibano de Monteiro, o escritor, poeta, pesquisador e advogado Zelito Nunes é radicado noRecife há mais de 40 anos. No Sertão onde eu vivia  foi sua nona obra, lançada em 2014. O livro de 180páginas traz histórias pitorescas das regiões do Cariri e Pajeú, entre a Paraíba e Pernambuco. São relatos de “causos” vividos pelo próprio autor, um nato contador de histórias inspiradas na poesia mirabolante dos cantadores.


Programação da Fenelivro 2018

22/9 (Sábado)
15h - Lançamento do livro Comida & Tradição: receitas de família (Cepe Editora), com participação de Carol Paes, filha da autora, Nininha Carneiro da Cunha, e buffet 
17h - Era só desejo (Taciana Valença)
18h – Febre (Marcos Carneiro)
19h - Poemas e Contos da Estação das Alagoas (Carlos Galindo)

23/9 (Domingo)
17h - Paisagens Poéticas do Meu Trem de Alagoas  (Marcos Carneiro)
18h - Para brilhar (Elmano Mesquita Lobo)
19h - O poeta e a cidade  (Conceição Ramos)







0 Comentários | Compartilhe este post | Marcadores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Colocamos sempre imagens para ilustrar nossas postagens, algumas imagens (fotos) são nossas, outras são dos locais que usamos como inspiração para nossos textos, mas que são creditados e há imagens também postadas aqui no blog de fontes diversas da Internet. Portanto, se alguma das imagens publicadas for de sua autoria e deseja que seja retirada ou que seja mencionada a fonte da imagem, entre em contato através do email: casinhacys@gmail.com, para que seja resolvida a questão da retirada da imagem ou publicado o nome do autor da imagem.
BLOG CASINHA DA CYS | TECNOLOGIA BLOGGER | COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA