Falando sobre a morte com as crianças - Indicação de livros

02 novembro 2017 | Postado por Casinha da Cys

Provavelmente o assunto mais delicado para tratar com crianças é sobre a morte. É comum ficarmos sem saber como explicar aos nossos filhos que alguém da família faleceu, em vários casos é complicado até falar que um animal de estimação morreu. Quando é a primeira vez que abordamos o assunto com os pequenos fica ainda mais difícil saber a forma correta, em quem momento falar e como lidar com o depois que falamos sobre o assunto com as crianças.  Explicar um assunto para uma criança, tão dolorido até para muitos adultos, não é uma tarefa fácil. Tudo tem que ser conduzido com muita cautela e tendo como norte a idade da criança, usando palavras que ela possa entender e perceber o que aconteceu. Para crianças menores, pode ser uma boa alternativa usar uma forma lúdica para abordar o tema.  
Muitos especialistas acreditam que os velórios e enterros não traumatizam as crianças. Durante nossa vida passamos por várias etapas e rituais de passagem, um deles, apesar de difícil, é a morte e suas consequências em nossa vida.
Um ponto importante sobre o assunto é traçar também em nossa cabeça o que é a morte para nós mesmos, para que possamos abordar o tema com nossos filhos da melhor forma possível.
A criança, por mais novinha que ela seja, precisa saber o que aconteceu. Saber que aquela pessoa que fazia parte do universo dela não fará mais parte. Não se trata de discutir como cada família encara o tema, tendo como princípio sua religião,  e sim como um ser tão pequeno vai entender que alguém que ela conhecia e fazia parte de sua rotina de vida não vai mais fazer parte.  
Para algumas crianças saber da morte de uma pessoa da família, principalmente alguém muito próxima, pode despertar algumas mudanças no comportamento. Elas podem apresentar agressividade, falta de interesse para fazer atividades em casa ou na escola, hiperatividade ou ficar mais quieta, momentos de choro ou raiva. Caso você perceba que tudo ficou fora do seu controle, é muito importante buscar ajuda de um especialista para ajudar nesse processo. O papel da escola também é importante, conversar com os professores sobre o assunto, até para se ter uma ideia de como a criança vem se comportando durante as aulas, a notícia não é fácil para ninguém aceitar, mas se for feita de forma sincera  e com muita paciência tudo vai ficar mais leve... mais fácil de conduzir e absorver.
Cada criança tem seu tempo para entender e aprender a conviver com a situação, a dor da perda de um ente querido é imensurável e diferente para cada pessoa. A forma como cada um vai conduzir seu caminho... sua vida é diferente, inclusive para os pequenos.
Se a criança perguntar sobre o assunto, antes mesmo que algo tenha acontecido, fale com ela e explique que a morte faz parte da nossa realidade, responda todas as perguntas usando uma forma simples de se expressar, para que ela possa entender corretamente. Pode ser dolorido, mas falar a verdade sempre vai ser a melhor forma de criar nossos filhos.
Hoje em dia temos muitos livros para crianças que tratam sobre o assunto, o que pode ajudar a tratar de um tema tão delicado, mas que faz parte da nossa realidade. 

Encontramos alguns livros que tratam sobre o tema da morte
A arte de falar da morte para crianças, de Lucélia Elizabeth Paiva. Editora:  Ideias &Letras. 
O livro, além de um debate teórico sobre a abordagem da morte junto às crianças, traz os resultados de discussões realizadas com educadores sobre uma seleção de 36 livros de literatura infantil que abordam o tema da morte. A autora apresenta uma bibliografia de referência, baseada em suas leituras favoritas.

Os porquês do coração, de Nye Ribeiro e Conceil Corrêa da Silva Mabel,  Editora do Brasil.
É a história da morte de um peixinho de estimação,  mostrando  como uma criança lidou com a perda e a tristeza e transformou o desespero da falta em boas lembranças. No livro a criança
está naquela fase de tentar descobrir o mundo, e por isso, faz milhares de perguntas o todo tempo. Inclusive sobre a morte.

Quando os Dinossauros Morrem, de M. Brown. Editora Ed. Salamandra
O livro aborda o tema da morte  através  de quadrinhos e tiras  com diálogos de uma família de dinossauros, tratando  os rituais de despedida, costumes e crenças das diferentes religiões, demonstrações de manifestação de sentimentos,  diferentes formas de morre e o próprio conceito de morte.

Menina Nina, de Ziraldo.Editora Melhoramentos.
Nesse livro, é como se Ziraldo sentasse com Nina, sua primeira neta para contar histórias e, ao mesmo tempo, ele aproveita para ter aquela difícil e delicada conversa sobre a morte. Ed.

Vó Nana, de Margaret Wild Vó. Editora Brinque Book.
Conta à história de uma netinha que vivia com sua vovó. Certo dia vó Nana leva sua netinha para fazer o último passeio. Durante o passeio, ela ensina a apreciar todos os cheiros e sabores. 

A história de uma folha, de Leo Buscaglia. Editora  Record.
Na história  as folhas são personagens. O autor conta como elas mudam com a passagem das estações e assim consegue ilustrar o equilíbrio entre a vida e a morte.

Eu vi mamãe nascer, de Luiz Fernando Emediato. Editora Geração.
A  história é narrada por uma  criança que perdeu a mãe. Apesar da complexidade do assunto, o   tema é  tratado no livro com sensibilidade e um toque de humor.

Cheirinho de Talco, de Aline Abreu. Editora  Autêntica.
É um livro que aborda o tema com uma narrativa sensível e emocionante. Mostra  o que é perder alguém na visão de uma garotinha O tema é abordado com  ilustrações  interessantes.

Tati é Especial, de  Jean-Claude R. Alphen, editora Scipione.
Tati e Juca são muito amigos. A menina é muito sabida, o garoto é sensível. Juca gosta de olhar as estrelas, que ele chama de pontinhos brilhantes na escuridão. Tati sabe que, na verdade, elas são corpos celestes a milhões de anos-luz da Terra, e que algumas delas já nem existem mais. Quando Juca descobre que as estrelas também morrem, fica melancólico, pois percebe que um dia também pode perder sua amiga Tati, uma garota muito especial.

Cadê meu avô, de Lídia Carvalho.  Editora Biruta.
No livro trata da importância de não se enganar a criança ao se contar sobre a morte de alguém.
Renato vive um momento difícil em sua vida: a perda do avô muito querido que lhe contava lindas histórias da boca. Não sabe onde está o avô e vai pedir a ajuda do Papai Noel para encontrá-lo. A autora,  trata do tema com muita sensibilidade, sem apelar para explicações que mistificam a realidade.


"Aqueles que amamos nunca morrem, 
apenas partem antes de nós.” 


0 Comentários | Compartilhe este post | Marcadores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Colocamos sempre imagens para ilustrar nossas postagens, algumas imagens (fotos) são nossas, outras são dos locais que usamos como inspiração para nossos textos, mas que são creditados e há imagens também postadas aqui no blog de fontes diversas da Internet. Portanto, se alguma das imagens publicadas for de sua autoria e deseja que seja retirada ou que seja mencionada a fonte da imagem, entre em contato através do email: casinhacys@gmail.com, para que seja resolvida a questão da retirada da imagem ou publicado o nome do autor da imagem.
BLOG CASINHA DA CYS | TECNOLOGIA BLOGGER | COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA