Abertura do Caranval do Recife - Espetáculo repleto de emoção e cultura popular

23 fevereiro 2017 | Postado por Casinha da Cys

#CarnavaldoRecife
A abertura do Carnaval 2017, no Marco Zero, promete deixar os foliões extasiados com os espetáculos da noite, que agregam manifestações populares como maracatu, frevo, Caboclinho, Palhaços e muitos convidados especiais como Lenine e Virgínia Rodrigues, que abrem a noite. Almir Rouche, um dos homenageados do Carnaval 2017, é responsável pelo encerramento do espetáculo. 
 
Homenagem a Naná Vasconcelos
A partir das 18h30, 620 batuqueiros de 13 Nações de Maracatu de Baque Virado estarão no Marco Zero, onde um telão irá mostrar um vídeo com Naná Vasconcelos na África. O Coral Voz Nagô, criado por ele em 2008 e formado por sete mulheres, recebe a primeira convidada da noite, Virgínia Rodrigues. Acompanhada pela orquestra do maestro Edson Rodrigues, a diva baiana irá entoar Frevo Nº 2, um clássico do pernambucano Antonio Maria. Em seguida, outro vídeo de Naná, no qual ele canta Nizinga, música de sua autoria e que depois também será interpretada por Virgínia, que foi a primeira convidada de Naná a participar da abertura dos festejos recifenses.
Às 19h50, Lenine se junta ao espetáculo com as canções Lavadeira do Rio, A Ponte e Loa, uma composição de Naná Vasconcelos. O cantor recifense foi o último convidado de Naná Vasconcelos e subiu no palco com ele na abertura do Carnaval 2016. Nilsinho Amarante, maestro que acompanhava Naná, se une à homenagem e fará solos de trombone. A apoteose da homenagem acontece quando, uníssonos, Lenine, Virgínia, Coral Voz Nagô, Nilsinho e os 620 batuqueiros irão entoar ‘Sou a pele de um Tambor’, música inédita de Naná.

O Espetáculo de Almir Rouche
Com roteiro e direção de show de Cleodon Coelho, a apresentação de Almir Rouche é um verdadeiro passeio e uma homenagem à cultura popular. Rouche irá rememorar suas origens como bailarino do Balé Popular do Recife, que também participa do show. Pelo palco a seu lado irão passar nomes como Marrom Brasileiro, J. Michiles, Charles Teony,  Caboclinho Sete Flechas e o Pedro Salustiano e Maracatu Piaba de Ouro, entre outros (Vide roteiro ao fim da matéria)
Almir vai fazer o Marco Zero ferver com hits seus que são verdadeiros clássicos da folia pernambucana como Nas Ondas do Desejo e Vida Inteira te Amar. Ele também fará um pout-pourri apenas com canções de Capiba como Trombone de Prata e Linda Flor da Madrugada. Em homenagem a Chico Science, falecido há 20 anos, ele irá fazer sua releitura de Praieira e, na noite, ele aproveita para homenagear também o falecido Secretário de Turismo, Camilo Simões, que sempre o incentivou a cantar o Hino da Cidade do Recife em ritmo  de Frevo. A missão será cumprida na noite de abertura. 
André Rio, Maestro Spok, Nena Queiroga, Pácua, Irah Caldeira, Nádia Maia, Cristina Amaral, Liv Moraes, Fabiana e Gustavo Travassos também subirão ao palco com ele, que irá receber ainda a matogrossense Vanessa da Mata que, a seu lado, irá cantar ‘De Chapéu de Sol Aberto’, de Capiba, além de fazer uma versão em frevo de seu hit Ai, Ai, Ai, Ai (Banho de Chuva. Após o espetáculo de Almir, shows de Spok Frevo Orquestra, Nonô Germano, Marrom Brasileiro e Ed Carlos animam a noite.

Confira o roteiro da folia

ABERTURA DO CARNAVAL MARCO ZERO 2017
PARTE 1

FICHA TÉCNICA
ENCONTRO DE MARACATUS
Direção Artística e Musical – PAZ BRANDÃO
Direção de Luz, Agremiação, Cortejo e Encenação – CARLOS CARVALHO

ESPETÁCULO ALMIR ROUCHE
Roteiro e Direção de show ALMIR ROUCHE – CLEODON COELHO
Direção das agremiações carnavalescas: CARLOS CARVALHO

ENCONTRO DE MARACATUS DE BAQUE VIRADO
16 às 18:00H
CHEGADA DOS MARACATUS/ POSICIONAMENTO/ CORTEJO
18:00 - CLARINS DE MOMO (PALCO)
              Serão 20 músicos tocando Clarins de Momo
SAÍDA DO CORTEJO DAS NAÇÕES DE MARACATU
As 13 Nações de Maracatus com 620 batuqueiros sairão do Armazém 14 e farão um percurso de aproximadamente meia hora em linha reta até chegar ao Marco Zero.
18:30 – CHEGADA DAS NAÇÕES + YÁS / CLARINADA
             Os maracatus se posicionam. No palco os apresentadores Angélica Zenith e Willams Santana chamam o Rei e Rainha do Carnaval 2017 - Eduardo Queiroz e Bruna Barbosa; em seguida, os homenageados do Carnaval Recife 2017 - o cantor Almir Rouche e Caboclinhos Carijós do Recife, representado por Pai Jefferson, recebem placa comemorativa.

18:50 – INÍCIO DO ESPETÁCULO
Blecaute. No telão vídeo de trecho de documentário francês produzido na década de 1970 na cidade de Gorê, com Naná Vasconcelos. Em Gorê, que é uma ilha, apresenta-se uma parte triste da história. De lá cidadãos africanos partiam deportados como escravos para o Brasil e Naná Vasconcelos foi conferir a emoção de perto tocando caxixi e representando este lamento, com imagens da África e seu povo. A viúva de Naná, Patrícia Vasconcelos,  escolheu esse vídeo para abrir a homenagem ao músico, pois o documentário foi gravado de forma espontânea, com câmera ligada e deixando rolar todo sentimento.
VÍDEO DE NANÁ NA ÁFRICA
IMAGEM DA ÁFRICA

19:00 – HINO ÁFRICA – VOZ NAGÔ
Hino da África do Sul cantado pelo grupo Voz Nagô, coral de vozes femininas  criado por Naná Vasconcelos em fevereiro de 2008, para acompanhar o cortejo de maracatus na abertura do Carnaval do Recife. O grupo é formado por sete cantoras: Ana Paula Guedes, Fabíola Nascimento, Manu, Ninha Menezes, Negra Dani, Nalva Silva e Aninha.

19:10 – SAUDAÇÃO AOS ORIXÁS – VOZ NAGÔ
Voz Nagô canta a música Saudações aos Orixás, composição de Chacon, do Maracatu Nação Porto Rico.

19:20 – ENTRADA DE VIRGÍNIA RODRIGUES
Entra Virgínia Rodrigues e a Orquestra do Maestro Edson Rodrigues
VIRGÍNIA - Descoberta e apadrinhada por Caetano Veloso em 1995, Virginia Rodrigues saiu de Salvador para conquistar o mundo como “Diva”. É a cantora brasileira que mais se apresentou nas maiores e mais respeitadas casas de shows do mundo, como o Carnegie Hall em New York, Albert Hall em Londres, Coliseu de Lisboa, e dezenas de outras espalhadas por todo o mundo, além de ter até hoje, como seu fã número um,  o ex-presidente norte-americano Bill Clinton. Virgínia Rodrigues surpreende. Foi a primeira cantora convidada de Naná Vasconcelos para abertura do Carnaval Recife.

MAESTRO EDSON RODRIGUES - o compositor e maestro completa este ano 60 carnavais (60 ANOS DE FREVO). Compõe choro canção, blues, jazz, maracatu, salsa, tango, populares. Uma de suas músicas famosas na voz de Alceu Valença é Roda e Avisa, feita em parceria com J. Michiles em homenagem ao Velho Guerreiro, Chacrinha.   

VIRGÍNIA RODRIGUES CANTA FREVO Nº 02 (música do pernambucano ANTÔNIO MARIA)

VOZ  E VÍDEO DE NANÁ CANTANDO MÚSICA NIZINGA COMPOSTA PELO PRÓPRIO NANÁ. INTRODUÇÃO DA ORQUESTRA DE EDSON RODRIGUES

VIRGINÍA RODRIGUES CANTA NIZINGA.
Virgínia canta Saudação para Odé ou Agerê para Odé. Orixá do ano de 2017,   ODÉ - Deus da caça e da fartura, era o Orixá de Naná Vasconcelos.

LUANDA + MARTELO (VAMOS CELEBRAR)
ENTRA O VOZ NAGÔ E AS NAÇÕES

ODÉ COMORODÉ – GONGUÊ / COZINHA / LUANDA

QUEM MANDA NA MATA É OXÓSSI

19:40 -  POUT-POURRI  / MÚSICAS NANÁ – VOZ NAGÔ

FORRÓ DO ANTERO - COMPOSIÇÃO DE NANÁ VASCONCELOS
CARA COM CARA - COMPOSIÇÃO DE NANÁ VASCONCELOS
MEU REI - COMPOSIÇÃO DE CAPIBA

19:50 – ENTRADA DE LENINE
LAVADEIRA DO RIO - composição de LENINE
A PONTE - composição de LENINE
LOA - composição de NANÁ VASCONCELOS

20:10 – ENTRA NILSINHO AMARANTE
Nilsinho Amarante - músico e maestro que acompanhava Naná nas suas gravações e shows. Nilsinho é regente da Orquestra Trombonada e fará solo no trombone da música Trenzinho Caipira, de Heitor Villa-Lobos.

 O TRENZINHO CAIPIRA – (HEITOR VILLA -LOBOS) COM ORQUESTRA DE EDSON RODRIGUES E AS 13  NAÇÕES


VOZ NAGÔ - CANTA LOA  DE NANÁ VASCONCELOS – COM ORQUESTRA DO MAESTRO EDSON RODRIGUES / NAÇÕES

20:18 - VOZ NAGÔ/ LENINE/ VÍGINIA / NILSINHO  CANTAM “SOU A PELE DE UM TAMBOR” COMPOSIÇÃO DE NANÁ VASCONCELOS

SOBEM 13 CRIANÇAS COM ALFAIAS (ILUMINAÇÃO NAS CRIANÇAS) E ENTREGAM AS ALFAIAS
OS MESTRES SOBEM AO PALCO 02 FORMANDO UM (DOIS) TOTEM DE ALFAIAS.

VÍDEO DE NANÁ AGRADECENDO
VOZ NAGÔ INICIA A DESPEDIDA COM -  “O POVO DO RECIFE QUER VER” (MÚSICA DE NANÁ E ERASTO VASCONCELOS)
TODOS SE ABRAÇAM REPRESENTANDO A UNIÃO DO TRABALHO DE NANÁ VASCONCELOS

QUANDO A ÚLTIMA NAÇÃO DE MARACATU SAIR, NO PALCO RAMPA, OS CABOCLINHOS CARIJÓS, UM DOS HOMENAGEADOS DO CARNAVAL RECIFE 2017, FAZEM EVOLUÇÃO POR CERCA DE 20 MINUTOS, ENQUANTO O PALCO SE PREPARA PARA RECEBER ALMIR ROUCHE E CONVIDADOS.

ESPETÁCULO DE ALMIR ROUCHE.

Bloco I
PRÓLOGO
PALCO 01 (Rampa): Almir vestido de Boneco.
Almir entra pela lateral dentro do guarda corpo (dentro do boneco criado para ele, e caminha pelo lado externo dentro do guarda corpo subindo pela rampa)
Na frente do palco, o roadie o ajuda a tirar o boneco e o público vê que é o próprio Almir. Enquanto ele entra em cena, a banda toca um pot-pourri de seus sucessos. Ele então entoa trecho de uma música em que fala da relação com o palco. Tudo isso é rápido, por uns dois minutos apenas.
Música Loa de Reis - composição de Antúlio Madureira

PALCO 01: ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE.
MUSICA: NAS ONDAS DO DESEJO pout-pourri Nas ondas do desejo - compositor Marrom Brasileiro / Recife Maracatu - compositor Almir Rouche e Paulinho Pimpão. Almir ataca com seu grande sucesso, ainda usando o palco 01, indo de uma lateral a outra, saudando o público.

PALCO 02: ALMIR, BANDA E BALÉ POPULAR DO RECIFE
MUSICA: CAPIPA pout pourri das músicas Trombone de prata, Juventude dourada, Frevo e ciranda, Linda flor da madrugada, Cala a boca menino, Oh! Bela. Almir fala da importância de ser homenageado, do quanto se orgulha de representar o Carnaval de Pernambuco, fala da importância do frevo e todos os ritmos pernambucanos em sua vida e diz que vai relembrar o começo de tudo, como bailarino do Balé Popular do Recife (que vai participar de vários números do show), recebendo bailarinos no palco e cantando um pout-pourri de Capiba. Balé Popular do Recife sai pelas coxias da esquerda e direita.
Balé Popular do Recife completa este ano 40 anos de existência

PALCO 02: ALMIR ROUCHE E BANDA.
MUSICA: BATE CABOCLO - composição de Almir Rouche e Paulinho Pimpão
PALCO 01: CABOCLINHO SETE FLECHAS DO RECIFE. O Caboclinho SETE Flechas entra pelo palco 01 e evolui, Sai do palco 01 pela lateral esquerda.(lado do porto)
O Caboclinho Sete Flechas, localizado no bairro de Água Fria, tem 46 anos de existência.

PALCO 02:
MUSICA: VIDA INTEIRA TE AMAR - de Almir Rouche e Marrom Brasileiro  - O frevo continua em alta voltagem com um dos grandes hits de Almir.


PALCO 02:
ALMIR, J. MICHILLES, CHARLES TEONY, ED CARLOS, BALÉ ROUCHE;
PALCO 01: PERIQUITOS DO ZUMBI (a agremiação Turma de Palhaços Periquitos do Zumbi tem 82 anos de existência. São famosos por seus palhaços usarem castanholas)
MUSICA: RODA E AVISA - composição de J.Michiles e maestro Edson Rodrigues.  Almir avisa que o frevo não pode parar e que vai receber um dos maiores nomes do gênero: Jota Michiles! E para homenageá-lo, também chama ao palco Charles T, Ed Carlos e os Periquitos do Zumbi. De mãos dadas com Jota, Almir o leva a cada extremidade do palco, para que ele receba os aplausos. Ao final OS Periquitos saem.

PALCO 02: ALMIR, BANDA, SOM DA TERRA, GENIVAL LACERDA, E LUCIANO MAGNO.
PALCO 01. ESCOLA DE FREVO- MUSICA: BALANÇA O SACO - compositores Pitangy e Zé Carlos. E já que falamos de Chacrinha, vamos receber um grupo que frequentou muito o Cassino do Velho Guerreiro: Som da Terra. E chega Luciano Magno. Escola de Frevo evolui no palco 01 saindo pelo lado esquerdo.


BLOCO II
PALCO 02: ALMIR, BANDA  E PEDRO SALUSTIANO
PALCO 01: MARACATU PIABA DE OURO com 06 CABOCLOS DE LANÇA.
LEÃO DO NORTE - composição de Lenine e Paulo Cesar Pinheiro - Vamos celebrar o orgulho de ser pernambucano - Almir e Pedro Salustiano. Entram os caboclos de lança.
Maracatu de Baque Solto Piaba de Ouro, fundado pelo saudoso Mestre Salustiano, completa este ano 40 anos de existência.

PALCO 02:
ALMIR, BANDA, FILHA DE ALMIR, BALÉ POPULAR DO RECIFE.
MUSICA: PAIS E FILHOS - composição Dado Villa-Lobos e Renato Russo. No nosso carnaval sempre coube todos os ritmos. E nada melhor que trazer outros gêneros para a nossa música. Como essa aqui... (sem anunciar a música / filha de Almir entra pra cantar sem ser anunciada)Balé entra com a filha de Almir, Bianka Rouche, de 16 anos. Será uma surpresa para Almir.

PALCO 02: ALMIR, MARRON BRASILEIRO BANDA E BALÉ ROUCHE.
MUSICA: DEUSA DE ITAMARACÁ - composição de Marrom Brasileiro. Aproveitando esse momento mais calmo, vou chamar o cara que compôs um dos maiores sucessos da minha carreira pra cantar comigo: Marrom Brasileiro.

PALCO 02: ALMIR, BANDA, PÁCUA, MARACATU DO PRÓ-CRIANÇA;
MUSICA: RECIFE NAGÔ - composição J.Michiles - Lá no começo dos anos 90, uma turma do Recife que começou a fazer música, nem imaginava que mudaria todo um conceito, colocando os ritmos da periferia no centro do universo. E uma dessas bandas foi o Lamento Negro. Vou chamar meu amigo Pácua. E pra mostrar que o futuro da música está garantido, convido também o Maracatu do Pró-criança!
Grupo formado por alunos do Movimento Pró Criança

PALCO 02: ALMIR, BANDA, MARACATU PRÓ-CRIANÇA
MUSICA: A PRAEIRA - composição de Chico Science (Antes da banda começar) Faz 20 anos que ele partiu, mas sua música continua viva nos nossos corações. Salve Chico Science.

PALCO 01: ALMIR, BANDA E DEPOIS MARCELO ASSIS
PALCO 02: ENTRADA DE MARCELO ASSIS
O MUNGUZÁ - composição de Marcelo Assis que sobe a rampa vestido como vendedor de munguzá que vendia no bairro dos Coelhos. Ele vai caminhando até Almir e canta a segunda parte. Trata-se de uma figura folclórica, que vendia até para quem não tinha dinheiro para pagar, e a letra fala disso. Marcelo canta a segunda parte da música.

PALCO 01: ALMIR, BANDA E VANESSA DA MATA
PALCO 02:
ALMIR: Tenho muita honra de ter comigo nessa festa uma das grandes musas da MPB. Pra festejar comigo, nessa noite tão especial, Vanessa da Mata.

VANESSA DA MATA E ALMIR ROUCHE - cantam música de Capiba - De Chapéu de Sol Aberto
VANESSA DA MATA E ALMIR ROUCHE - Ai, Ai, Ai (BANHO DE CHUVA) composição de Liminha e Vanessa da Mata.


Bloco III
(Troca de roupa. Instrumental para o Balé Popular do Recife dançar)

PALCO 02: ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE.
MUSICA: HINO DO RECIFE - composição de Manoel Aarão e Nelson Ferreira. Almir lembra do saudoso secretário de Turismo, Camilo Simões, que morreu prematuramente. Camilo incentivou Almir a cantar o Hino do Recife. E esse é o momento de homenageá-lo.

PALCO 01: PODERÁ TER UM CASAL DE CADA AGREMIAÇÃO QUE JÁ FEZ SUA PARTICIPAÇÃO.

PALCO 01: ALMIR, BANDA, GETÚLIO CAVALCANTE E CORAL EDGAR MORAES E DO CORAL DO BLOCO DAS FLORES


ALÉM DA 4ª FEIRA - composição de Rogério Rangel -  E que esse nosso Carnaval seja eterno, além da quarta-feira. E com muita honra eu chamo o Coral Edgard Moraes e o Bloco das Flores.


4° BLOCO
PALCO 02: ALMIR, BANDA, CRISTINA AMARAL, FABIANA, LIV MORAES, IRAH CALDEIRA E NADIA MAIA
PALCO 01: BALÉ POPULAR VESTIDO DE XAXADO DANÇA FREVO
FESTA DO INTERIOR - composição de Abel Silva e Moraes Moreira.  Mas quando o Carnaval acaba, já vem o São João. É a Festa do Interior invadindo a folia. Vamos receber as musas Cristina Amaral, Fabiana, Liv Moraes, Irah Caldeira e Nadia Maia.

PALCO 02: ALMIR, BANDA E BALÉ POPULAR DO RECIFE.
PALCO 01: BALÉ POPULAR DO RECIFE.

GALERA DO BRASIL - composição de Marrom Brasileiro. Vamos de caboclinho? (entra novamente o Balé Popular do Recife.)

PALCO 02:ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE, ANDRÉ RIO E NENA QUEIROGA.

CHUVAS DE SOMBRINHAS - composição de André Rio e Nena Queiroga. Chegou a hora de chamar dois grandes parceiros, que estão comigo nessa missão de levar o frevo para todo o mundo. Para fazer uma chuva de sombrinhas: André Rio e Nena Queiroga.


Bloco IV
PALCO 02: ALMIR, BANDA, MAESTRO SPOCK E GUSTAVO TRAVASSOS.
PALCO 01: BONECO DO GALO.

GALO EU TE AMO - composição de Almir Rouche. Quem vai ficar direto pro Galo da Madrugada? Meu trio já está lá me esperando. Pois quero ver todo mundo cantar: Galo, Eu Te Amo!


HINO DO GALO DA MADRUGADA - composição de José Mario Chaves. E para saudar o maior bloco do mundo, quero chamar o Maestro Spok e Gustavo Travassos! Salve o Galo da Madrugada (entra o estandarte do Galo pela rampa)
Fundado em 1978 o Clube de Máscaras Galo da Madrugada foi atestado pelo Guiness Book, Livro dos Recordes, como o maior bloco do mundo.

HOMEM DA MEIA NOITE - composição de Benedito Bernardino da Silva. E aqui é assim: quando acaba o Galo, corre todo mundo pra Olinda pra esperar ele: O Homem da Meia-Noite! (entram Maestro Forró e o Boneco do Homem da Meia-Noite Vamos promover esse encontro inédito: o Galo e o Homem da Meia-Noite.
O Homem da Meia Noite é a troça mais antiga nas ladeiras de Olinda, criada em 1931, com 86 anos de existência.

PALCO 01: ENCONTRO DE GALO COM O HOMEM DA MEIA NOITE:
Quando entrar o Homem da Meia-Noite, haverá o encontro com o Galo. Spok e Gustavo permanecem no palco e só saem quando o Homem da Meia-Noite sair.

PALCO 01: ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE.
PALCO 02:
Música Hino de ELEFANTE composição de Clídio Nigro e Clóvis Vieira. - E vamos festejar outro patrimônio do nosso Carnaval: o Elefante!
O Clube Carnavalesco Misto Elefante de Olinda tem 65 anos de existência

PALCO 02: ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE.

VALE TUDO Pout pourri  - E a festa não pode parar com hits de Tim Maia e Jorge Ben Jor).

ARREA LENHA - composição de Marrom Brasileiro. Momento de explosão - Se depender da gente, tem show até de manhã!

PALCO 02: ALMIR, BANDA E BALÉ ROUCHE.

MARCHA RANCHO pout pourri Evocação no 1 - Nelson Ferreira, Turbilhão - de Moacir Franco, Bloco da solidão - Evaldo Gouveia e Jair Amorim, As pastorinhas - composição de Noel Rosa, Bandeira branca - Max Nunes e Laercio Alves,Máscara negra composição de Zé Keti e Pereira Matos, Vassourinhas composição de Matias Rocha e Joana Batista.   - Os convidados sobem a rampa, como se fosse o bloco do Almir, sem serem anunciados (convidados no palco, livres para cantarem ou dançarem)
Almir se despede e avisa que o Carnaval do Recife está só começando!

ENTRA O HOMEM DA MEIA NOITE E O GALO DA MADRUGADA

PROGRAMAÇÃO DO MARCO ZERO A PARTIR DA MEIA NOITE

0H - SPOKFREVO ORQUESTRA
NONÔ GERMANO
01H - MARROM BRASILEIRO

ED CARLOS
0 Comentários | Compartilhe este post | Marcadores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Colocamos sempre imagens para ilustrar nossas postagens, algumas imagens (fotos) são nossas, outras são dos locais que usamos como inspiração para nossos textos, mas que são creditados e há imagens também postadas aqui no blog de fontes diversas da Internet. Portanto, se alguma das imagens publicadas for de sua autoria e deseja que seja retirada ou que seja mencionada a fonte da imagem, entre em contato através do email: casinhacys@gmail.com, para que seja resolvida a questão da retirada da imagem ou publicado o nome do autor da imagem.
BLOG CASINHA DA CYS | TECNOLOGIA BLOGGER | COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA