Acidente com delegação da Chapecoense desencadeia luto coletivo

02 dezembro 2016 | Postado por Casinha da Cys

Na manhã da última terça-feira, 29, o Brasil parou com a notícia do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense que matou 76 pessoas na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. O acontecimento foi um dos assuntos mais comentados na imprensa nacional e internacional  
Grandes tragédias costumam criar uma mobilização em massa, algo que os especialistas chamam de luto coletivo. Há um ano, a série de ataques terroristas em Paris, que vitimou 140 pessoas, mobilizou milhares de pessoas ao redor do mundo. No mesmo mês, o Brasil lamentava a perda de 17 vítimas do rompimento da barragem da mineradora Samarco, em Mariana, Minas Gerais. Em 2013, o país parou por conta do incêndio da Boate Kiss, que matou 242 pessoas, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul.  
A morte de pessoas públicas desencadeia um efeito similar.  Ao longo das últimas duas décadas, mortes como a do piloto Ayrton Senna, Princesa Diana, dos músicos Mamonas Assassinas, Reginaldo Rossi e do político Eduardo Campos, foram alguns dos casos que causaram maior comoção popular. 
“Mesmo que de maneira inconsciente, projetamos nossos lutos pessoais na perda dessas pessoas”, explica Mariana Simonetti, Psicóloga do Luto do Grupo Vila.  “Quando um artista morre ou há uma grande tragédia, é natural buscarmos uma identificação pessoal. Lamentamos então a perda de alguém que tem a nossa idade ou a idade dos nossos filhos, que tinha vínculos fortes com a família ou uma trajetória que admiramos”, explica. 
O luto coletivo permite também que cada indivíduo elabore melhor suas perdas pessoais.  Por diversas razões, é comum que as pessoas tenham dificuldade de vivenciar o processo do luto causado pela morte de um amigo ou parente de maneira adequada e, com isso, reprima sentimentos.  A identificação gerada com a perda de um ídolo e a sensação de acolhimento ao perceber que diversas outras pessoas vivenciam a mesma dor, pode ajudar a fechar esse ciclo. 
“Essas situações fazem com que as pessoas pensem na morte de uma maneira coletiva. Este é um assunto sobre o qual evitamos falar, mas o luto vivenciado por milhares de pessoas ao mesmo tempo nos leva a refletir sobre a nossa própria finitude”, explica Mariana.


Fonte do texto: Anderson Lima/Brava Comunicação. 
Imagem: Reprodução. 



0 Comentários | Compartilhe este post | Marcadores:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Colocamos sempre imagens para ilustrar nossas postagens, algumas imagens (fotos) são nossas, outras são dos locais que usamos como inspiração para nossos textos, mas que são creditados e há imagens também postadas aqui no blog de fontes diversas da Internet. Portanto, se alguma das imagens publicadas for de sua autoria e deseja que seja retirada ou que seja mencionada a fonte da imagem, entre em contato através do email: casinhacys@gmail.com, para que seja resolvida a questão da retirada da imagem ou publicado o nome do autor da imagem.
BLOG CASINHA DA CYS | TECNOLOGIA BLOGGER | COPYRIGHT (C) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | DESIGN POR SUSAN SANTOS | PROGRAMAÇÃO POR SARA SILVA